terça-feira, 18 de maio de 2010

Era uma vez...

Vou começar essa história como quem começa a lembrar de quando não precisava fazer absolutamente nada.
Hoje acho dificil até escrever... mesmo que meu nome.
É.. a idade chega.
E olha que minha idade nem é tão lá essas coisas, tenho apenas 21....
Quem me dera minha mãe pagar contas até eu fazer 25. Será que já desejei/sonhei muito com isso?
Se sim, foi o primeiro sonho a ir pro saco.

Quando eu tinha lá meus 15 anos, era uma sexta-feira. Sai da escola e fui com as pessoas pro McDonalds (Era um ponto de encontro).
Ficavamos lá sem fazer absolutamente nada, e pior, sem comer bosta nenhuma de lanche com carne de minhoca.

Apenas ficavamos no mc donald´s.

Já estavamos lá a 3 horas e entediados, decidimos fazer "alguma coisa".
Fomos em 20 pessoas para um condominio, fazer o mesmo que faziamos no McDonalds, porém tinhamos bebida.

(Já foram 3 horas e meia do dia sem fazer absolutamente nada)

Como qualquer adolescente e sem dinheiro no bolso, compramos o bom e Velho amigo Barreiro.

Impolgação no teto por parte dos participantes.
- "Vamos enxer a cara"

Dos 20, bebemos eu e mais dois caboclos.
Eu nunca fui de beber essas porcaria, gosto tanto de cerveja.. sem revertérios.

Pois bem, lembro-me de ser acordado com bolaxa de agua e sal deitado de uma forma deprimente em um banquinho. De barriga pra baixo, bunda pra cima, rosto pro lado.. e aquele rastro... maldito rastro de restos, normal.. meu corpo só não aceitou muito bem aquilo.

Tenho alguns flashbacks deste momento em diante, todos tinham rastros.. eles me entregavam na trajetória completa que fiz. Até a trajetória que não fiz.
Fui arrastado ao banheiro.

Acordei com a cabeça na parede, olhei pra baixo meio zonzo..

- "Que porra é essa?"

Era uma torneira... torneira de chuveiro!

Quando olho pra cima tive a sensação de cachoeira, mais olhando pra porta... vi rostos, rostos me vigiando.

Me colocaram em baixo da agua! De roupa...

Pois bem, o que é um peido pra quem ta cagado?

Me prontifiquei a ir pra casa, essa situação estava embaraçosa demais.

E fui, a pé... eram 2 km o caminho.
Exatamente na metade, tem um ponto de taxi. Lembro dele, da portaria do meu prédio.. e do banheiro.

Já ouviram a frase que Deus ajuda os bebados?

Cheguei inteirinho em casa, sem lembrar de atravessar a rua...

Deitei, ja era 1 da manha... e esse inferno havia começado 3 horas da tarde.

Quando eram 6 da manha, eu no auge do Não posso acordar agora.... fui acordado com uma ligação.
Maldita ligação.

Combinei de ir pra praia, cedo!

Puta que pariu....

Foram 2 horas e meia/3 hrs de tormento, se não me engano fomos pra toque toque pequeno..

Bem pequeno era meu animo...


Mais a viagem correu bem, mesmo que não fosse o desfecho que vocês esperavam.

Porém hoje penso, fiquei da 1 da tarde.. até 1 da manha sem ter compromisso com nada.
Podia me dar ao luxo de fazer coisas idiotas.. e ainda podia ir pra praia!

Hoje em dia trabalho 10 horas, faço faculdade.

Não tenho dinheiro pra ir pra porra de praia alguma, tenho 1 hora por dia pra aproveiar como quiser... imagina o dia inteiro? "Isso não te pertence mais"
E não tenho mais idade pra enxer a cara e ficar largado num banquinho....


Uma pedaço de música, pra fechar..

Contratempo - Quinto andar
QUANTO TEMPO MAIS
QUANTO TEMPO FAZ
QUANTO TEMPO VEM
QUANTO TEMPO AINDA TEM... PRA ACABAR
TEMPO QUE NINGUÉM VAI APAGAR
SEI LÁ...MELHOR DEIXAR O TEMPO PASSAR


se o tempo fosse só dinheiro, beleza, eu ia ficar sem

mas eu fico velho também, e isso não me agrada nem um
poco
não adianta só beber água de coco
botar pepino no olho e ter saco de areia pra dar soco

tempo é mais complexo, voa durante o sexo
passa devagar sexta pra tomar aquela cerva com os
amigos no bar
mas é só conversar dois papos e o sol brilha
meus amigos que ontem falavam comigo, hoje falam com a
filha
passa voando é estranho
agora entendo qdo diziam pra mim: "te conheci deste
tamanho!!"

3 comentários:

Dany disse...

O tempo realmente muda não só nossas situações, muda tudo, nossos gostos e nossas vontades. Eu me lembro de me dispor a andar seis quilômetros para tomar uma pinga com fanta uva, de andar feito um camelo nos lugares mais podres para falar com uma menina na tentativa de ganhar um beijo; hoje já não vale mais a pena o meio pelos fins. Vem responsabilidade, falta de tempo e cabelos brancos.
Como vamos lembrar dos tempos de hoje, amanhã?

Éter disse...

foda

nos dois sentidos

Éter disse...

foda

nos dois sentidos