quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Diferença

Bom dia, sou a indiferênça.
Você pode achar estranho, mais estarei do seu lado em cada momento triste ou de alegria que você tiver na vida.
Posso te dar motivos pra rir, por ser algo indiferente. Ou pra chorar, por que às vezes não me importo.
Uns dizem que não faço bem. Outos me acham intenso o bastante pra não querer me largar.
Tem os que se desesperam e os que erram.
Sinceramente insisto em não me importar.
A decisão só me vale do que cabe a mim, de resto, eu não me interesso em dar palpites.
Normalmente ajudo. Uma palavra, uma atitude.
Só não me importo.
Não sou neutro, em cima do muro. Tão pouco um cara frio.
Sou a diferença da sombra e da luz.
Os neutros se escondem e, eu, não ligo se minha luz pode cegar.
Sou a diferença da indiferença.

Um comentário:

Glaucia disse...

Owww... BRAVO!!!!